Céluas isoladas

Nov. 23, 2012

Principalmente em torno das 22:30h UTC a rede dos 5 fieldmills que integram o CHUVA-SUL detecta forte assinatura de descargas atmosféricas próximas. Na figura abaixo identifica-se a detecção dos fieldmils, do conteúdo de água líquida identificada pelo MP300A e a refletividade do radar de apontamento vertical MRR.


Chuva pré frontal

Nov. 22, 2012

Durante a passagem do primeiro sistema frontal sobre a UFSM durante o CHUVA-SUL a rede dos 5 sensores de campo elétrico fieldmill detectaram a passagem dos sistemas precipitantes. Na parte superior da figura observa-se a detecção do radar de apontamento vertical, situado na Fitotecnia, e as cores representam a refletividade em dBZ. Na parte inferior a detecção dos 5 fieldmills sobrepostos.

Para saber a localização dos sites que compõem a rede de 5 fieldmills verifique o mapa abaixo


Visualizar Rede de Fieldmills - CHUVASUL em um mapa maior


Tempestade, com fortes trovoadas observadas na madrugada de 19 de Novembro

Nov. 19, 2012

O Fieldmill instalado no CRS-INPE, disponível em realtime na home page do CHUVA-SUL , detectou bastante atividade elétrica.


Tempestade distante ~15Km da rede de Fieldmills

Nov. 18, 2012

Tempestade passou ~15Km da rede de Fieldmills do CHUVA-SUL no dia 18 de Novembro (~19Z-21Z) e o sensor no CRS-INPE identificou pertubações no campo de Bom Tempo.


MRR + Fieldmill

Nov. 10, 2012

Pancadas de chuva observadas no dia 10 de Novembro durante o experimento de campo CHUVA-SUL

Veja também o logbook do chuvasul em


Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP
Departamento de Ciências Atmosféricas
Laboratório de Sensoriamento Remoto Meteorológico de Tempestades
Fone: (11) 3091-4675